Sucesso: Hugo Rodrigues

hugo-rodrigues
0

BI Profissional
Contact Center(s)
: Arvato Bertelsmann CRM Solutions/ Iberia & LATAM, tendo passado por outras empresas do sector como a Teleperformance(9 anos), Sitel(3 anos)
Projeto(s): Trabalhei para projectos muito interessantes como a Vodafone, Tele 2 e Clix.
Função/Funções: International Recruiting & Development Manager, tendo inciado funções como operador de in e outbound, passando por Team Leader e Supervisor até ter chegado à área de RH
Duração: 10 meses na arvato, mas com mais de 12 anos de experiência acumulada na industria de Contact center
Atualmente: Arvato Bertelsmann CRM Solutions/ Iberia & LATAM
Link profissional: https://www.linkedin.com/in/hugorodrigueshr

BI Social
Naturalidade: Portuguesa
Hobbie: BTT/Mergulho/Viagens
Clube: Académica de Coimbra/FC Porto/AS Roma
Música: Jazz, Blues, Lírica
Filme/Série: Dead Poets Society/ The Longest Day/Star Wars/Band of Brothers/Mad About you/Simpsons etc
Um prato:
Polvo à lagareiro
Faz-me sorrir:
Dar a mão a quem precisa/Estar entre amigos
Link social: 
www.facebook.com/hugorodrigues

Que ideia tinhas de um contact center?
Um mundo absolutamente desconhecido que me despertou a curiosidade. Lembro-me que me dirigi a uma agência de recrutamento à procura de emprego, e nesse mesmo dia iniciei funções.

Dia a dia no projeto?
Entrar com maior ou menor vontade, mas sempre com a obrigação de prestar um serviço de excelência.

Ambiente de trabalho?
Um ambiente de tal modo positivo, que me permitiu conhecer nesta industria, a maioria daqueles que são actualmente os meus melhores amigos.

Progressão de carreira?
Sempre tive um crescimento consolidado e essencialmente baseado no respeito pelas minhas entidades empregadoras e pelos colegas. Tentei sempre que possível manter o contacto com a realidade, o que me permitiu nunca perder a consciência dos pontos a melhorar.

Afinal como é trabalhar num contact center?
É ter a oportunidade de diariamente estar em contacto com novas realidades, com a diversidade cultural e com grandes desafios do ponto de vista comunicacional.

Planos para o futuro?
Vivo actualmente uma fase de grande realização pessoal e profissional e deparo-me diariamente com a necessidade de me superar. Acredito que no fundamental, tenho a obrigação de contribuir para o sucesso da empresa, na certeza que dentro do crescimento da mesma, existirá sempre espaço para o meu própio desenolvimento. Pretendo diariamente ser mais humano, mais humilde e melhor profissional que no precedente dia.

Notícias relacionadas

  • Jan 1, 1970
    Testemunho: Paula Tavares

    BI Profissional Contact Center: Teleperformance Projetos: Deco, Cabovisão, Tranquilidade e Barclays Função/Funções: Vendas e Cobranças Duração: 9 anos BI Social Naturalidade: Setúbal..

    0 Ler mais
  • Jan 1, 1970
    Testemunho: Manuel Perez

    BI Profissional Contact Center(s): Teleperformance Projeto(s): Bouygues Telecom / Recrutamento Função/Funções: Customer Service Representative e International Recruiter Duração: 32 meses Atualmente:..

    0 Ler mais
  • Jan 1, 1970
    Testemunho: Paula Tavares

    BI Profissional Contact Center: Teleperformance Projetos: Deco, Cabovisão, Tranquilidade e Barclays Função/Funções: Vendas e Cobranças Duração: 9 anos BI Social Naturalidade: Setúbal..

    0 Ler mais
  • Jan 1, 1970
    Sucesso: Isabel Guerra

    BI Profissional Contact Center(s): Teleperformance Projeto(s): Zenimax Função/Funções: Customer Service Representative e International Recruiter Duração: 32 meses Atualmente: International Recruiter na..

    0 Ler mais
  • Jan 1, 1970
    Sucesso: Pedro Homero

    BI Profissional Contact Center(s): Sol Meliá, Ericsson, Teleperformance, Arvato Projeto(s): Sol Meliá, Ericsson, BlackBerry, Renault Função/Funções: CSR, Supervisor, Selection and..

    0 Ler mais
  • Jan 1, 1970
    Sucesso: António Alfacinha

    BI Profissional Contact Center(s): Teleperformance Portugal Projeto(s): Friser (Pescanova) – 1ª de dezenas Função/Funções: Vendas, Apoio ao cliente e coordenador..

    0 Ler mais
  • Jan 1, 1970
    “O contact center situa-se…

    20 anos a recrutar para contact center dá para escrever um livro. Pensando bem um livro não, uma enciclopédia. Ainda são..

    0 Ler mais