Um currículo simples e eficiente – Parte 2/3

curriculum-vitae
0

O primeiro workshop que estamos a realizar ensina-te a escrever um currículo de forma simples e eficaz, contendo os pontos essenciais para nós recrutadores.

O artigo que publicámos primeiramente englobou os pontos fulcrais a mencionar nos dados pessoais e cargo pretendido, sendo que hoje, iremos mostrar-te como podes construir a seção das qualificações e da formação académica.

Qualificações

Nesta seção deverás escrever todas as habilidades que possuis e que poderão ser úteis para a vaga que queres conseguir. Poderás seguir as seguintes dicas:

– Descrever quais são os teus talentos;

– Descrever as tuas as principais características pessoais e profissionais;

– Descrever qual a tua motivação para o projeto que te queres candidatar.

 

Ao englobares estas informações no teu currículo irás potenciar, não só a tua seleção para uma entrevista, mas também para seres selecionado para a função a que te candidatas. Isto porque, estas, são algumas das principiais questões que o recrutador te vai questionar durante o processo de seleção, pelo que é importante que o recrutador perceba o teu interesse, motivação e qualidades logo numa primeira fase.

 

Formação académica

A formação académica deve constar logo após as qualificações, para que permita ao recrutador perceber se a formação requerida pelo empregador se enquadra no perfil do candidato.

Neste sentido, terás de ter sempre atenção ao ano de escolaridade que as empresas solicitam na candidatura, para que envies o teu currículo apenas para ofertas de emprego que solicitem a mesma escolaridade que tu tens.

Sugerimos também que te antecipes ao recrutador e ao potencial empregador, e que tenhas sempre contigo uma cópia do teu certificado de habilitações, dado que este é um dos documentos obrigatórios que as empresas solicitam na altura de assinar contrato.

Uma das principais questões que surge ao realizar esta etapa do currículo é relativamente à ordem cronológica das formações, pelo que estas devem ser listadas da mais recente para a mais antiga.

As informações que devem obrigatoriamente constar nesta seção são as seguintes:

– Grau obtido – Escreve em primeiro lugar o grau mais recente que tenhas obtido, ou o curso mais recente que realizaste. Não te esqueças de indicar sempre o nome do curso superior. No caso de não teres nenhum curso superior indica se tens o ensino básico ou secundário.

– Nome da Instituição – Deverás colocar de seguida o nome da instituição onde terminaste esse grau.

– Data – Terás também de incluir o período de tempo que durou a obtenção desse grau. Caso ainda estejas a concluir algum dos cursos mencionados anteriormente, coloca a data de inicio e indica dá a indicação que ainda estás a conclui-lo (e.g. 2015 – Presente).

 

Estes tópicos deverão ser repetidos tantas vezes quantos os graus de escolaridade que tiveres (e.g. Ensino Secundário, Licenciatura, Mestrado, Pós-Graduação, Doutoramento). Poderás também colocar outros cursos que tenhas realizado, no entanto coloca apenas aqueles que consideres que são pertinentes para a vaga a que te candidatas.

Com a segunda parte do Workshop – Um Currículo Simples e Eficiente – podes-te aprender quais as informações mais pertinentes a colocar nas qualificações e formação académica.

Para saberes como podes acabar o teu currículo de forma simples e eficiente, não podes perder o último workshop desta matéria, que te vai ensinar a englobar no teu currículo a tua experiência profissional, os idiomas e outras informações relevantes.

Notícias relacionadas