Um currículo simples e eficiente – Parte 3/3

curriculum-vitae
0

O terceiro e último artigo sobre a temática apresentada é o culminar de várias etapas que poderás seguir para escrever o teu currículo de forma simples e eficiente. Sendo que, para o fazeres, deverás consultar nos artigos anteriormente publicados, como construir a seção dos dados pessoais, cargo pretendido, qualificações e formação académica.

Neste último capítulo iremos indicar-te quais os pontos fulcrais a englobar na seção da experiência profissional, nos idiomas e nas informações relevantes.

 

Experiência profissional

Nesta seção terás de englobar todas as tuas experiências profissionais, colocando sempre da mais recente para a mais antiga. Deverás incluir os seguintes parâmetros:

– Cargo desempenhado – Menciona nesta etapa qual o cargo que desempenhaste;

– Nome da empresa – Ao lado do nome da empresa é recomendado incluir uma breve descrição da empresa, assim como a localização da empresa;

– Duração total – Deverás incluir sempre a duração total do período em que trabalhaste na empresa, colocando o mês e ano de entrada e saída;

– Descrição das atividades realizadas – Engloba nesta categoria os principais projetos realizados ou funções realizadas.

Estes parâmetros deverão ser seguidos para tantas experiências profissionais quantas já tiveres experienciado. É importante também, caso tenhas realizado algum estágio, seja ele académico ou profissional, englobares o mesmo nesta categoria.

É também necessário ressalvar que deverás dar sempre mais enfase a experiências profissionais que estejam de acordo com o cargo a que te estas a candidatar, explicitando nesta seção exatamente todas as tarefas/funções que desempenhaste. Isto para que o recrutador, na altura de analisar os vários currículos, consiga perceber exatamente as funções que desempenhaste durante o exercício dessa função.

No caso de ainda não teres nenhuma experiência profissional, não poderás preencher esta seção, pelo que aconselhamos que destaques as tuas qualificações, destacando as tuas competências pessoais e qualidades. Poderás seguir as dicas que te deixamos na parte 2 do Workshop.

Idiomas

Nesta seção deverás mencionar o teu nível real de conhecimento linguístico em idiomas estrangeiros.

Deverás colocar esta informação com a maior sinceridade possível, dado que, em entrevista, o recrutador poderá necessitar de validar as tuas competências linguísticas, e por consequência, não comprometeres o resultado que queres alcançar.

É também extremamente importante colocar o nível de proficiência para cada um dos idiomas apresentados, ou seja, básico, intermediário e fluente.

Informações pertinentes

Esta seção deverá conter apenas tópicos que sejam considerados relevantes a teu respeito, por exemplo:

– Disponibilidade imediata

– Voluntariados

– Práticas desportivas/culturais

 

Com a terceira e última parte do Workshop fica percetível compreenderes quais os pontos fundamentais a englobares na seção das experiências profissionais, idiomas e informações pertinentes.

Em suma o presente Workshop, composto por três partes, engloba todos os aspetos essenciais, e necessárias para te darem uma maior credibilidade e confiança na altura de escreveres o teu currículo. O que por sua vez, te irá dar uma maior confiança na aquando a entrevista. Terás de ser o mais transparente possível, tanto na execução do teu currículo, como durante a entrevista, sendo que com o teu talento e com as nossas dicas, atingirás o sucesso.

Notícias relacionadas