Workshop – Como é calculado o subsídio de férias? parte 1/2

subsidio-de-ferias
0

Estás a trabalhar há pouco tempo e ainda tens algumas dúvidas sobre como é previsto o subsídio de férias?

Não te preocupes, com o presente Workshop, pretendemos explicar-te como é calculado.

Para uma melhor clarificação iremos dividir este Workshop em duas partes. Esta primeira, onde vais aprender a calcular, como é que as empresas chegam ao valor que vais receber de remuneração de férias. Uma segunda parte, onde iremos falar-te de algumas exceções que poderão surgir neste calculo.

Este valor é uma retribuição-extra que é entregue apenas a trabalhadores com contrato a termo ou sem termo. No fundo, é considerado como um salário extra, correspondendo, por norma ao salário base de cada trabalhador. No entanto existem sempre algumas exceções, não só no seu calculo, mas também na altura em que é remunerado. Iremos falar-te sobre estas exceções no próximo Workshop.

 

Poderás utilizar a seguinte fórmula:

Salário hora X (horas semanais X 52 semanas /12 meses) / 22 dias

Sendo que o salário por hora deverá ser calculado da seguinte forma:

Salário base / horas semanais X 12 meses / 52 semanas

 

Ficou muito confuso?

Não te preocupes, vê agora o exemplo que temos para ti:

Imaginando que o teu salário é de €530. Se recorrermos à segunda formula em primeiro lugar, recebes €3,06 por cada hora de trabalho, se trabalhares 40 horas por semana. Se efetuarmos os cálculos, o subsídio de férias terá um resultado perto de €530.

Simples, não é? Se tens dúvidas em como calculares o teu subsídio de férias, recorre já a estas fórmulas e fica a saber quanto vais receber em remuneração de férias. Não te esqueças que a este valor terão de ser descontados os valores referentes à Segurança Social e IRS.

Para uns, o subsídio de férias poderá já ter sido pago, no entanto para outros poderá ainda não ter chegado. Apesar de estar associado aos meses de Verão, existem muitas empresas que apenas efetuam este pagamento posteriormente, e a forma como é calculado poderá não ser do conhecimento comum.

Por este motivo esperamos que tenhas gostado da primeira parte do nosso Workshop, salientando que será importante visualizares a segunda parte, para que fiques a par de todas as exceções que existem sobre esta remuneração.

Notícias relacionadas