Workshop – Como é calculado o subsídio de férias? parte 2/2

subsidio-de-ferias
0

Estás a trabalhar há pouco tempo e ainda tens algumas dúvidas sobre como é previsto o subsídio de férias?

Na primeira parte do Workshop mostrámos-te como podes calcular o teu subsídio de férias. Nesta segunda parte iremos falar-te de todas as excepções que poderão surgir na realização deste cálculo.

Contratos inferiores a um ano

A primeira excepção que surge é nos contratos inferiores a um ano. Neste caso, quando o período de trabalho é inferior a um ano, o subsídio de férias tem de ser proporcional, ou seja, irás receber o subsídio correspondente a dois dias por cada mês de trabalho.

Pagamento em duodécimos

A seguinte excepção que queremos destacar diz respeito ao pagamento em duodécimos. Para estes trabalhadores, normalmente em empresas privadas, o subsídio de férias, poderá ser efectivado em duodécimos, ou seja, metade do subsídio é pago ao longo dos 12 meses de trabalho, sendo a outra metade entregue na altura das férias.

Se voltarmos ao exemplo enumerado na primeira parte do Workshop, num  contrato de 12 meses, o teu subsídio seria de 530€. Seguindo a ideia do pagamento em duodécimos, 265€ seriam pagos na altura das férias, e a outra metade seria paga em parcelas de cerca de 22,08€ todos os meses.

Quando recebo o meu subsídio de férias?

 

Empresas privadas:

Normalmente o subsídio de férias é pago no mês anterior às tuas férias. No entanto, existe a possibilidade de não tirares os 22 dias de férias, que tens direito por lei, todos de seguida. Caso isso aconteça, vais receber uma parcela de subsídio em cada período de férias. Existem também empresas que fazem acordos com os trabalhadores e efectivam o valor do pagamento todo de uma vez.

Vê este exemplo que temos para ti:

Vais tirar férias durante o mês de Agosto, por norma, receberás o teu subsídio de férias no mês de Julho.

No caso de tirares 11 dias em Agosto, e os outros 11 dias, em Outubro, por exemplo, vais receber 265€ em Agosto e o restante na segunda quinzena de férias em Outubro.

Função Pública:

Por norma, os funcionários públicos recebem o subsídio de férias em Junho, a não ser que exista um acordo colectivo entre empregadores e sector público.

Em suma:

O presente Workshop, com duas partes integrantes, surgiu na necessidade de explicar a todos vocês como é calculado o subsídio de férias. Poderás encontrar neste workshop como calcular o valor, como é que as empresas chegam ao valor que terás de receber, assim como todas as excepções que poderão surgir neste cálculo.

 

 

Notícias relacionadas