Workshop – Como escrever uma carta de motivação – Parte 2/3

Carta de motivação
0

O presente workshop, foi dividido em 3 partes, sendo esta a segunda etapa que pretende capacitar-te de todas as ferramentas necessárias para que possas escrever uma carta de motivação.

Na segunda parte do workshop vais saber quais as regras que terás de seguir para que possas escrever uma carta de motivação que se destaca de todas as outras.

Uma carta de motivação tem de seguir essencialmente duas características, forma e conteúdo.

Forma

  • Não deverá conter mais do que 500 palavras;
  • É preferível que seja escrita a computador, para que não corras o risco da tua letra não ser compreensível ou legível;
  • Não deve, de todo, conter erros ortográficos. Certifica-te que o português está correcto. Para isso poderás consultar um dicionário, uma gramática e utilizar os corretores automáticos disponíveis na internet.

 

Conteúdo

  • Mantém a tua carta simples, directa e não muita extensa;
  • Engloba os teus dados pessoais no topo da página do lado direito;
  • Dirige a carta a uma pessoa e não à empresa;
  • Explica a que função te candidatas, quais são as tuas motivações e qual a experiência que tens para a vaga;
  • Não deverá conter mais do que 3 parágrafos.

 


Dicas úteis:

  • A tua carta de motivação pretende apresentar-te, não só como pessoa, mas também como profissional, ou seja, quais os verdadeiros motivos que te fazem candidatar àquela vaga em específico.
  • Menciona também a tua capacidade de aprendizagem e a importância que o espírito de equipa tem no teu desempenho profissional.
  • Deves colocar os teus contactos depois da assinatura (e-mail e número de telemóvel), dado que estes são dados fundamentais para transmitir credibilidade e mostrar disponibilidade.
  • Sempre que te candidatas a uma oferta de emprego, deverás reler a tua carta de motivação, e para cada candidatura deverás rever e realizar as alterações necessárias.
  • Usa a originalidade, tentando sempre demonstrares-te como uma pessoa positiva.
  • Nunca repitas dados do currículo, dado que isto pode ser visto com um ponto que não abona a teu favor.

 

Estes são as duas características principais, que deverás ter em consideração na altura da tua candidatura.

No próximo workshop iremos dar-te alguns exemplos de cartas de motivação, as quais poderás utilizar para te guiares na altura de escreveres a tua carta de motivação.

 

 

Notícias relacionadas